FOCO 2011

Entre os dias 09 e 13 de maio de 2011, acontece na Universidade Municipal de São Caetano do Sul, o Fórum de Comunicação (FOCO). O evento tem como objetivo trazer palestrantes atuantes no mercado da área de jornalismo, rádio e tv e publicidade e propaganda com temas relevantes e a proposta de levar a sala de aula para o auditório.
A abertura do FOCO 2011 contou com a participação de Patrícia Fleury, que tem mais de 12 anos de experiência na área e que hoje atua como mídia da DM9DDB. Em sua apresentação, Patrícia fez uma comparação da comunicação de hoje com a de dez anos atrás e trouxe aos espectadores uma pesquisa do Ibope que mostra que 77 milhões de internautas tem mais de 6 anos e 74 milhões tem mais de 16 de anos, fato que permite à internet o título de mídia de massa e mostra que este já é um veículo extremamente relevante. Patrícia comentou sobre algumas das contas que atende e afirmou que a era do www já passou; hoje, o cliente preocupa-se em quantas pessoas curtiram sua página ou quantas pessoas retuitaram o seu link. O Itaú, por exemplo, optou em criar um site agregador de conteúdo com um lado lúdico e outras ferramentas que permitem o cliente desligar-se do mundo financeiro sem desvincular-se do banco, propondo dessa maneira que o cliente sinta-se bem, seguro, e ao mesmo tempo a vontade em utilizar os serviços prestados.
Outra participação na abertura foi a do radialista Eduardo Brandini, que hoje é responsável pelo conteúdo da multiplataforma da TV Cultura. Eduardo mostrou em sua apresentação um vídeo que retrata uma visão do futuro da mídia e da convergência que a internet está trazendo com o avanço da tecnologia. Antigamente a evolução era de 40 em 40 anos, depois passou a ser de 10 em 10 anos e atualmente a evolução é de 2 em 2 anos. Hoje o conteúdo não é mais produzido em uma única plataforma e a cada 2 anos, tudo o que você sabe sobre o mundo, muda. Experiência, essa é a nova realidade.
O fechamento da noite se deu com a participação de Bruno Cardoso, diretor da empresa inEXATO e do blog ojornalista.com. Bruno mostrou em sua apresentação que o excesso de comunicação ocasiona uma incomunicação, que foi o que aconteceu com a divulgação da morte de Osama Bin Laden, pois muitas fontes de informação divulgaram o caso, mas não esclarecem ou detalharam a informação. A notícia da morte do terrorista ocultou a repercussão do casamento real e da beatificação do papa. Bruno citou a jornalista Raquel Recuero que diz: “A era do furo acabou. Nenhum jornalista consegue competir com 500 milhões de fontes”. Somos consumidos pela internet, explica Bruno Cardoso.
O FOCO 2011 continua até 13 de maio. Confira aqui a programação completa.

Por Mariane Caron